quinta-feira, 23 de julho de 2009

O tal feedback

Está certo que estamos sempre querendo melhorar algo.
Emagrecer.
Mudar corte de cabelo.
Fazer tatuagem.
Coisas do tipo.
Mas no contexto geral, não a tanto assim do que reclamar.
Bom, até alguns dias atrás.
Se eu achava que estava bem, puro engano meu.


1ª situação:
Grupo de senhores na fila do caixa do supermercado.

- Como eu tava te falando cara. Repara nessa ai da frente de blusa verde. Pelo corpo você dá uns 18 ou 20 anos, mas é só reparar na cara que logo percebe que já tá beirando os 30.


2ª situação:
Conversa (interrogatório) com uma funcionária da loja.

- Gra, você tem filhos pequenos?
- Não.
- Grandes?
- Não. Nem médios.
- Você não é casada?
- Não.
- Você mora com quem então?
- Com a minha mãe.
- Sua mãe ainda é lúcida?
- Oi?
- Lúcida.
- É sim Rosa. Ela trabalha.
- “Benza Deus!”
- Ei Rosa! Quantos anos acha que tenho?
- Uai, não sei. Quantos?
- 27!
- Só? Achei que fosse mais.
- Percebi mesmo.

3 comentários:

  1. desaforo funcionario de loja

    mas se tivesse tido filho com 17 anos, ja iam ser medios né?

    e corpo de 18? uhuuul

    ResponderExcluir
  2. desse post só dá pra se ter uma reação: aneeeeeeeeeeeeeeeim! :)

    ResponderExcluir
  3. ôoooo povo sem noção!
    kkkkk
    bjokas!

    ResponderExcluir